quarta-feira, 24 de maio de 2017

SEM REMÉDIO



esqueci de tomar o remédio
ele evita que
ao me preocupar
o coração pare e
consequentemente
a respiração acompanhe o mesmo movimento
e não se mova
por este motivo
preciso evitar preocupações
não me movo
não movo uma palha
uma pilha
não estou pra ninguém
nem para o mundo

PRECISÃO



a chuva é precisa
ao molhar o que é preciso
mas quem precisa de chuva
sabe a precisão da palavra chuva
e mais do que isso
o que ela representa
a precisão da palavra
que molha o silêncio impreciso
nem sempre é entendida
porque as palavras não são precisas
estão represadas 
diante do que representam

segunda-feira, 22 de maio de 2017

PROSTRAÇÃO

PROSTRAÇÃO
rente ao solo
escuto a alma
roer a raiz
da sombra


PROSTRAÇÃO 2
não era a minha pele
era o sangue
não era a minha dor
era o grito

PROSTRAÇÃO 3
há alguma coisa grande
acontecendo por dentro
algo apodrecendo
fora do meu alcance
enquanto isso
a parte visível
vai fazendo a sua parte
sorri para quem quer sorrir
chora para quem quer chorar
o corpo ainda se move
mesmo com auxilio
espera um dia ser esquecido


TURVO


não tenho vontade de palavras
tenho vontade de escuro
desenho utensílios reduzidos ao silêncio
cresço apagado mas fundo


quarta-feira, 17 de maio de 2017

VERBAL



a morte deixa espaços
na casa
na terra
no fogo
na página
a morte leva espaços
onde o ar
parece um verbo
sem conjugação