sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Quase setembro




as paredes do tempo
com suas tintas soterradas

cores imprecisas
acumulam as horas

nem chegou setembro
e as raízes me empurram
contra a água

aprendo com as flores
o modo menos doloroso
de me abrir
Para quem me faz sorrir


chega de olhar para os lados
de abraçar o mundo
vou fazer sorrir
quem me faz sorrir
abraço o meu corpo
faço do abraço uma gaiola
onde prendo a minha alma
evito que ela voe
cortando as suas asas
corto em segredo
porque é mais seguro

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

O DESENHO

O desenho trata-se de GALO DE SOUZA, grafiteiro cujo blog deve ser visitado urgente
www.galodesouza.blogspot.com
Terceiro trabalho




o silêncio
é o terceiro trabalho da poesia

os dois primeiros
desconheço

por enquanto trabalho no quarto
e a luz que me invade
me evapora

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

POEMA DE DIONE BARRETO

O compromisso
Para Cida nogueira


poucas coisas são de valia neste mundo:
a solidão ancestral
alguma delicadíssima tristeza
este gesto contínuo de perder-se
e a tua ausência - esta
a que me traz uma saudade necessária

tudo o que sou, trago comigo
e dou-te.
este poder de consagrar o mundo
torná-lo meu
e pertencê-lo.

esta alegria de saber ser pássaro
um jeito novo de colorir palavras
e o meu olhar dentro do teu, configurado

não é muito

mas este é o meu compromisso com a felicidade.