quinta-feira, 22 de maio de 2014

EDEMA

é próprio do idiota mastigar o tempo
mastigar avidamente
cuspindo as horas
quando eu mastigava o tempo
ainda não era idiota
mastigava lentamente e engolia tudo
isso me deixou com esse inchaço
e a necessidade de me livrar desse edema
faço furos aqui e ali
e dos furos escorrem poemas



Nenhum comentário: