quarta-feira, 8 de outubro de 2014

AJARDINADO

pendurado no mundo
não fico
mesmo se eu soubesse
onde o mundo
fica pendurado
estiro meu corpo
por todo lado
meu poro escancarado
meu modo meu medo meus males
criando raízes
meus pelos abertos
confundido com flores
de vez em quando arrancados
enfeitam vasos lapelas
festas tristezas
meu corpo arrancado
do lado errado
me torna mais forte
que uma sequela



Nenhum comentário: