quinta-feira, 6 de novembro de 2014

PÁTIO DO MEDO

no meio
do pátio do medo
furei a coragem
bem no olho
interrompi a miragem
desencadeei esse sopro
mais de água que de ar
escorri pelo buraco do olho
juntamente com o lugar


Nenhum comentário: