quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

O PODER DESCE DO SALTO


o poder desce do salto
e dobra os joelhos
pinga dois olhos na face
e descobre um mundo
que não o entende
logo abaixo do nariz
cospe uma boca cujo desenho
impossibilita o sorriso
pensa que é grande
mas não alcança o piso
só sonha quando dorme
parece que é completo
mas os seus pedaços
formam algo parecido
com o incompleto

Nenhum comentário: