quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

SEM JANELAS

num quarto sem janelas
um cego com tempo suficiente
para tatear o mundo
mas prefere imaginar
o tamanho do próximo passo



Nenhum comentário: