segunda-feira, 10 de abril de 2017

PRUDÊNCIAS

cuido para que eu não fuja
mesmo que não haja muros
cuido para que eu não morra
mesmo que não haja vida
cuido para que não haja poesia
mesmo que existam palavras


Nenhum comentário: