terça-feira, 30 de maio de 2017

ARQUIVO ANTIGO



não há nada que um corpo não guarde
almas que parecem uma
sangue com tendência à queda
ossos sem alicerces 
e guarda a sombra do outro
que gruda na pele
até desaparecer

Nenhum comentário: